geral@grupocimentart.com
(+351) 223 757 222 · (+351) 938 053 406 · (+351) 913 937 398

FAQ

Aplicação

Qualquer um dos produtos CimentArt pode perfeitamente ser aplicado no exterior, quer em paredes quer em tetos ou pavimentos.

A exceção são os pavimentos em zonas com temperaturas muito baixas em inverno e sobretudo onde a neve se possa acumular durante vários dias (por exemplo terraços que estejam à intempérie e que não tenham qualquer tipo de teto ou cobertura) não o recomendamos por duas razões: as superfícies onde se aplica o microcimento, com essas mudanças de temperatura dilatam e contraem muitíssimo e podem chegar a fraturar e a fissura resultante pode notar-se no microcimento e a segunda razão é porque a camada final de proteção de verniz de poliuretano pode ver-se afetada e inclusive danificada se estiver durante vários dias debaixo de neve ou água.

Claro que se pode aplicar microcimento sobre uma bancada de cozinha, o importante é que a base, se usar madeira ou MDF como superfície para o microcimento que a mesma seja completamente hidrófuga. Também se usar mais de uma placa (porque o comprimento da bancada é demasiado grande) existirá entre elas uma junta. Esta união ou junta das duas placas não pode permitir nenhum tipo de movimento entre elas.

Também pode usar como superfície mármore, pedra ou granito ou uma bancada feita de ladrilhos e cimento.

Uma vez terminado o revestimento de microcimento da bancada de cozinha as únicas precauções que deve ter são as mesmas que teria numa bancada de cozinha de madeira: não apoiar uma frigideira ou panela quente e não cortar alimentos diretamente sobre o microcimento.

Para mais informação pode escrever um email e anexar fotografias para support@grupocimentart.com e estaremos encantados de o poder assistir.

O sistema de aplicação do microcimento não se trata de um único produto mas sim de um sistema de aplicação que está composto por um conjunto de produtos que têm de ser aplicados numa determinada sequência para obter o resultado desejado.

O sistema de aplicação do microcimento está composto dos seguintes passos:

  • Ponte de União.
  • Malha de fibra de vidro.
  • Microcimento base: duas camadas (em alguns casos é necessário uma terceira camada).
  • Microcimento fino: duas camadas.
  • Selador: uma camada.
  • Poliuretano bicomponente: duas camadas.

Em zonas com contacto directo com a água, tais como: duches, terraços exteriores, lavabos, bancada de cozinhas ou de WCs, etc. é recomendável uma camada extra de selador e uma de poliuretano bicomponente.
Para mais informação clique no seguinte link método de trabalho do microcimento.
Se tiver alguma outra consulta contacte-nos, o nosso departamento técnico irá assisti-lo.

Onde se pode aplicar o microcimento? O microcimento pode ser aplicado sobre qualquer suporte ou superfície que normalmente se usa na construção de uma casa, seja em interior ou exterior.

Exemplos de suportes absorventes onde se pode aplicar o microcimento:

  • Gesso
  • Massa de estuque
  • Cimento de reboco
  • Betão
  • Pladur
  • Monocamada de fachadas

Exemplos de suportes não absorventes ou com pouco grau de absorção onde se pode aplicar o microcimento:

  • Azulejo
  • Grés esmaltado
  • Cerâmica de barro
  • Grés porcelânico
  • Madeira
  • Pintura

Sim, no entanto, isso deve-se a uma camada de ponte de união que é chave para obter um bom trabalho de microcimento:

  • Permite um acabamento mas estético
  • É muito mais duradoiro
  • Assegura e garante que o microcimento não se despega do suporte
  • Facilita a aplicação

A ponte de união ajuda a que o microcimento adira com maior facilidade.

Se tem qualquer pergunta técnica contacte com o nosso suporte técnico gratuito.

Garantias

CimentArt declara que o seu microcimento tem garantia para as seguintes situações, sempre e quando se cumpram as normas de aplicação e se sigam ao pé da letra as suas fichas técnicas:

  • Garantia de não fissuração. O microcimento CimentArt não fissura nunca e se alguma vez aparecer alguma fissura sobre o nosso Microcimento será sempre devido a que o suporte sobre o qual foi aplicado se rachou ou fissurou. Esta garantia não cobre movimentos estruturais ou o assentamento do edifício ou vivenda que causem fissuras, descolagem ou descascado dos suportes onde o microcimento é aplicado, ou golpes, inundações ou arranhados feitos na sua superfície.
  • Garantia de aderência. Garantimos que o microcimento CimentArt não se despega nem descasca do suporte onde é aplicado.
  • Garantia de não descoloração. Garantimos que o Microcimento CimentArt não tem descoloração ou mudanças aparentes na cor, com o passar do tempo, inclusive sendo aplicado no exterior.
  • Garantia de fabricação: CimentArt como fabricante oferece uma garantia de um ano em todos os seus produtos, sempre e quando estejam sem abrir e armazenados num ambiente sem grandes mudanças de temperatura e ventilação.
  • Garantia de Aplicação: a empresa que realiza a aplicação é a responsável de dar ao cliente final a garantia. Estas garantias são regidas e baseadas na legislação das Normas Europeias sobre revestimentos decorativos e têm uma duração de dois anos.
  • Garantia do transporte do produto: CimentArt contrata empresas externas de transporte e inclui em dita contratação um seguro para cada envio. No mesmo momento em que os nossos produtos são enviados para o cliente a responsabilidade dos produtos adquiridos e enviados passa a ser da empresa de transportes e do cliente final. Uma vez recebidos os produtos à morada do cliente final, o cliente final tem a responsabilidade de verificar nesse mesmo instante que o envio está conforme com a fatura e o pedido realizado à CimentArt.

Manutenção

Cuidados com o microcimento recentemente aplicado

O possível o risco de se riscar e sofrer perda de brilho nos pavimentos de microcimento sempre ocorre nas suas primeiras semanas. Um pavimento, já endurecido a 100%, tem umas qualidades mecânicas superiores que lhe permitem manter um aspeto imbatível com o passar do tempo. Os nossos pavimentos cimentícios requerem cerca de 4 semanas para conseguir a sua máxima dureza.

Um pavimento de microcimento recém-terminado não deve ser pisado nos próximos 3 dias. É vital a colocação de protetores nas patas ou suportes dos móveis, cadeiras ou mesas. Evitar totalmente o arrastar de móveis ou electrodomésticos sobre um pavimento de Microcimento.

Estes pavimentos alcançam nas primeiras 48 horas aproximadamente a metade da sua resistência. O frio, com temperaturas inferiores a 10ºC pode parar ou desacelerar o processo de endurecimento.

Cuidados nas primeiras 72 horas

Manter temperatura das áreas entre os 17ºC a 25ºC. Não é recomendável tão pouco subir acima de esta temperatura.

Não pisar o pavimento nem realizar trabalhos nos locais tratados.

Evitar totalmente as goteiras, o derrame de líquidos e a humidade neste período. A humidade e/ou água branqueiam as resinas de poliuretano quando este não está completamente seco (o verniz de poliuretano necessita 10 dias para expulsar toda a sua humidade interna e atingir a sua máxima dureza).

Não lavar, molhar, limpar ou atacar o pavimento baixo nenhum conceito.

Não proteger o pavimento com cartões ou papel.

Cuidados antes de atingir os 10 dias da aplicação da última camada de poliuretano bicomponente

Não realizar trabalhos de pintura, construção ou similar nos locais tratados. Se os realizar, deve proteger completamente o pavimento com cartão duplo e nunca usar escadas sem proteções nas patas.

Limpar apenas com água e sem meios mecânicos abrasivos nem detergentes de nenhum tipo. Em caso de limpeza, não deixar charcos de água acumulados.

Em nenhum caso pode deixar cair pintura, cola ou líquidos, já que se podem misturar com o nosso poliuretano e a sua limpeza resultará praticamente impossível posteriormente.

Evitar os golpes ou queda de objetos sobre o pavimento.

Utilizar o pavimento com cuidado.

Não utilizar ácidos ou bases para a limpeza do pavimento, apenas detergentes neutros (similares aos que se utilizam para mármore ou pavimentos de madeira) e aclarar bem.

Cuidados a partir do primeiro mês

Recomendamos aplicar uma cera acrílica a cada mês para ajudar na sua proteção.

Evitar sempre o contacto com solventes fortes, aguarrás, água-forte ou qualquer tipo de ácidos ou produtos corrosivos.

Em caso de perda de brilho devido ao uso em pavimentos lisos pode-se realizar uma operação de limpeza e polimento consistente com uma limpeza enérgica com desincrustante específico e máquina polidora rotativa (com um disco de esponja de polir), aclarar e aplicação de uma cera acrílica.

No caso das bancada de cozinhas, não colocar frigideiras ou panelas quentes sobre o Microcimento. Coloque sempre protetores nas patas ou suportes de móveis, cadeiras ou mesas. Evitar totalmente o arrastar de móveis ou eletrodomésticos sobre um pavimento de Microcimento.

Embora no passado se tenha revestido algumas piscinas, não recomendamos a aplicação de microcimento numa piscina por duas razões:

  • O microcimento é um revestimento cuja finalidade é decorar, portanto não é recomendável aplicá-lo no interior de uma piscina e que esteja durante muito tempo submergido debaixo de água.
  • Quer as mudanças do pH da água como os produtos que se usam para a manutenção da água nas piscinas, sejam elas de água doce (cloro) ou salgadas (bromo), são muitos corrosivos e podem afetar as últimas camadas de verniz de poliuretano.

Materiais

O microcimento é ideal para fazer reformas rápidas, praticamente sem pó e sem escombros, já que uma das suas principais características é que se pode aplicar sobre qualquer superfície.

Tomemos alguns exemplos:

Se deseja reformar as paredes da sua cozinha ou WC porque os azulejos passaram de moda pode aplicar microcimento sobre os mesmos sem necessidade de os remover e ter que retirar todos os escombros resultantes.

Outro exemplo seria se está cansado do seu antigo pavimento mas não se atreve a fazer obras, já que normalmente o novo pavimento é colocado por cima do que já existe em tem que retirar todo o rodapé da casa e cortar todas as portas da mesma, com o microcimento esse problema não existe já que só possui uma espessura de 2 a 3 mm e inclusive pode-se revestir o rodapé existente.

Outro uso muito comum nas reformas com microcimento é a sua bancada de cozinha, mudá-la é muito caro, sobretudo se decide colocar granito, mármore italiano o brasileiro o algum material como o Silestone ou o Corian. Com o microcimento pode revestir a sua antiga bancada de cozinha sem necessidade de a mudar.

Um exemplo mais seria a típica reforma de retirar a banheira e construir uma base de duche, mas não deseja reformar todo o WC, só quer mudar essa área do duche. O microcimento é perfeito para isso, e ao ter uma grande variedade de cores, encontrará o tom mais parecido ou que mais goste só para essa área e não necessitará mudar todos os azulejos do WC nem o pavimento se não o deseja.

Sim, dispomos de um produto que se chama CimentArt Solid Cor para isso.

Uma parede de microcimento CimentArt é para toda a vida. Quando se pinta uma parede com pintura normalmente a cada dois a cinco anos como máximo há que voltar a pintá-la porque está a descascar-se, suja ou desgastada.

O microcimento CimentArt é um produto completamente impermeável o qual permite que si possa inclusive esfregar as paredes com uma esponja e sabão e ter as paredes sempre como o primeiro dia.

É claro que sabemos que a pintura é um produto mais económico que o microcimento mas não é eterna e à diferença do microcimento que lhe dará um resultado muitíssimo mais duradoiro no tempo e sem nenhum tipo de manutenção.

Se não gosta do efeito de manchas ou marmoreados do microcimento tradicional na parede use CimentArt Solid Cor, que é um revestimento sem nenhum tipo de mancha e com uma cor completamente uniforme como a pintura, mas o qual, como comentamos antes, poderá limpar cada vez que o deseje com qualquer produto químico normalmente usado numa casa e não tem nenhum tipo de manutenção pelo que o torna um produto para toda a vida.

CimentArt, com a sua extensa gama de produtos, oferece diferentes acabamentos para que qualquer cliente possa escolher dependendo da casa e do gosto pessoais um acabamento e cor personalizados segundo a suas preferências.

Se deseja um acabamento completamente liso e com efeitos marmoreados escolha o microcimento CimentArt. Disponível em 35 cores diferentes.

Se deseja um efeito mais rústico ou mais parecido a um cimento que não tenha um acabamento tão fino escolha Cimentart Rustic. Também dispomos neste produto de 35 cores para que escolha a mais adequada para si.

Se prefere um acabamento cimentício mas com menos manchas ou marmoreados que o microcimento tradicional pode escolher o CimentArt Nature, disponível também em 35 cores.

Se pelo contrario gostava de ter um revestimento que imite a pedra natural sem juntas o produto para si é o Cimentart Stone. Este produto também está disponível em 35 cores.

Se não gosta das manchas ou marmoreados e prefere uma cor completamente lisa e uniforme pode escolher CimentArt Solid Color. Este produto temo-lo disponível para si em mais de 1000 cores.

Se o que deseja é ter uma parede ou um pavimento completamente diferente dispomos de efeitos altamente decorativos como o óxido natural ou 12 metalizados diferentes.

Se não é nenhum profissional e ainda assim gostava de aplicar microcimento na casa dispomos de Microcimento pronto a usar, com o qual não necessita de fazer qualquer tipo de mistura e são muito fáceis de aplicar. O nome deste produto é iCem Quartz CimentArt e com este produto poderá realizar aplicações muito estéticas com efeitos e “manchas” similares às do microcimento tradicional e está disponível em 20 cores.

Na gama dos pronto a usar também temos o iCem Microbetão, um acabamento com menos manchas ou marmoreados que o iCem Quartz, disponível em 12 cores.

Todos os nossos produtos podem ser terminados com um acabamento brilho, mate ou Acetinado, tanto em interior como em exterior.

Estamos à sua disposição para lhe dar apoio técnico sobre qual o(s) produto(s) e cor(es) que mais se adequam à sua casa. Contacte-nos somos os peritos em microcimento.

O microcimento e o estuque veneziano são produtos que tem as suas similaridades quando se vêm desde uma certa distancia, mas realmente são muito diferentes um do outro.

O estuque veneziano é um produto feito à base de massilha (carbonato de cálcio) e é misturado com água e devido à sua pouca dureza este material só se aplica em paredes, nunca se pode aplicar em pavimentos. O estuque veneziano não é um produto adequado para aplicar em cozinhas, WCs, duches ou em exteriores; porque não é impermeável.

O microcimento é um produto que pela sua dureza (está composto de cimento e minerais selecionados e misturados com resina, não com água) pode-se aplicar tanto em paredes como em pavimentos e em zonas em contacto com a água como WCs, cozinhas e terraços exteriores. Isto faz com que sejam produtos muito diferentes e que não se possam comparar.

O microcimento é um revestimento de alta decoração, com muito pouca espessura e que pode ser aplicado em paredes, pavimentos e tetos, tanto em interior como em exterior.

Pelo seu método de aplicação, o seu acabamento final é sempre liso, contínuo, sem juntas e o resultado final assemelha-se a um cimento liso ou polido com certos matizes similares a alguns mármores.

A sua formulação é uma mistura de cimentos especiais, minerais selecionados, resinas acrílicas, pigmentos e outros componentes para obter mais resistência e impermeabilidade.

O que é necessário à hora de aplicar o microcimento?

Para uma reforma de microcimento, não são necessárias muitas coisas.

Materiais necessários:

Ponte de união – Malha de fibra de vidro – Microcimento Base – Microcimento Fino – Resina de Mistura – Selador – Poliuretano (Mate, Acetinado e Brilho).

Ferramentas necessárias:

Fita de pintura – Lixas de 40 a 60 (para microcimento base) – Lixas de 140 a 200 (para microcimento fino) – Lixadora – Batedora – Talocha de aço – Espátula – Rolos de pelo curto – Aspirador.

O que significa microcimento?

O Microcimento, não é um único produto, senão um tipo de acabamento. É um revestimento decorativo sem juntas, que se pode aplicar sobre qualquer superfície e é impermeável.

Em quanto ao campo de aplicação, é muito grande, devido a que pelas suas características de impermeabilidade, dureza, não greta, etc., e a sua mínima espessura, pode ser aplicado sobre qualquer superfície (pavimento, paredes, bases de duche, bancada de cozinha, etc.) e qualquer suporte (pladur, mármore, gesso, cimento, madeira, azulejo, etc.) tanto em interior como em exterior.

Aprenda a aplicar microcimento

Ao dia de hoje existe uma grande quantidade de aplicadores profissionais especializados, pelo que os especialistas com a formação necessária terão à sua disposição um amplo mercado.

Para conseguir profissionais qualificados na aplicação do Microcimento, devido à grande solicitação que existe no mercado atual e o ritmo do seu crescimento, o Grupo CimentArt realiza cursos gratuitos e profissionais, regularmente nas suas instalações de El Campello (Alicante) e nas nossas mais distintas Delegações.

Se deseja saber mais clique aqui.

Superfícies

Sim, perfeitamente, o microcimento pode ser aplicado sobre pavimentos com aquecimento radiante.

De facto é um dos melhores revestimentos que se podem colocar sobre um pavimento com aquecimento radiante, já que ao ter uma espessura máxima de 3 mm, é perfeito para que o pavimento não perca poder calorífico.

Um pavimento de porcelânico, parquê ou chão flutuante pode ter mais de 1 cm de espessura e obviamente o aquecimento radiante necessita de muito mais tempo e muito mais consumo de energia para atingir a temperatura desejada.

Uma vez feita a instalação dos tubos para o aquecimento radiante, estes são normalmente cobertos com uma camada de 4 cm mínimo de morteiro de cimento, um morteiro autonivelante ou um morteiro seco.

Antes de fazer o vertido de tais morteiros, é necessário colocar uma junta de dilatação perimetral (é necessário que tenha de 5 a 8 mm) em todas as paredes e marcos das portas da casa, para que tais morteiros não tenham contacto com a parede. A razão para esta junta de dilatação perimetral é porque quando o aquecimento radiante é ligado, o pavimento expande (quase 1 mm por cada m2). Se esta junta não existisse o pavimento iria seguramente partir-se.

Também é recomendado realizar uma junta de dilatação fina debaixo de cada porta ou em zonas críticas como os encontros dos passeios com os quartos para evitar que o pavimento se parta nessas zonas.

Por último, antes de começar a aplicação do microcimento há que acender o aquecimento radiante até alcançar a sua máxima temperatura durante várias horas e voltar a apagá-lo. Esta operação há que fazer durante dois ou três dias para ver como se comporta o pavimento radiante antes da aplicação do microcimento.

Sim, o microcimento é o material perfeito para revestir e/ou reformar uma escada.

As escadas são um dos elementos mais problemáticos para reformar numa casa já que retirar todos os degraus antigos é um trabalho muito laborioso e se são revestidos com outro material cerâmico, mármore ou madeira, sempre ficará um pequeno e incómodo “degrau” no piso de cima com respeito ao pavimento do piso de cima.

Igualmente se tem algum tipo de corrimão de madeira ou metal, isso faz com que seja muito difícil poder revesti-la, já seja que se retire o antigo revestimento ou não.

O microcimento ao ter uma espessura máxima de 2 a 3 milímetros é perfeito para revestir escadas e esse encontro que fica sobre o pavimento do piso de cima, ao ser tão fino é praticamente impercetível ao pisar.

Suportes tais como um velho granito ou mármore são suportes perfeitos para aplicar o microcimento, já que são muito duros e não têm esquinas que se possam deformar ou quebrar com o passar do tempo.

Se a aplicação é feita numa obra nova recomendamos que coloque sempre cantoneiras metálicas ocultas para uma maior durabilidade e evitar que se possa partir com o tempo as esquinas da base onde se aplicou o microcimento (normalmente os degraus desse tipo de escadas em obra nova se realizam com ladrilhos e reboco com morteiro de cimento ou são degraus de betão rebocado com morteiro de cimento). Nestes casos recomendamos sempre que coloquem essas cantoneiras ocultas para conseguir um melhor acabamento e durabilidade da esquina no degrau.

Em todos os casos recomendamos que o canto do degrau nunca seja em ângulo de 90° e deve-se arredondar ligeiramente esses cantos.

O microcimento é um revestimento de alta decoração. O seu propósito é criar um revestimento contínuo sem juntas e ao mesmo tempo decorá-lo.

Cada material tem o seu uso preciso e da mesma forma que ninguém colocaria asfalto no pavimento do seu WC, não recomendamos a aplicação de microcimento em naves industriais, parques de estacionamento, centros comerciais, estradas, etc., já que são zonas com um grande tráfego de automóveis, maquinaria pesada e onde se movem paletes que podem golpear e riscar o microcimento.

Para estas áreas existem outros materiais mais apropriados.

Se desejar mais informações contacte-nos, somos peritos em microcimento.

O microcimento não se deve aplicar nunca em suportes que tenham humidade capilar, já que é terminado com um verniz de poliuretano que o torna impermeável, mas também não transpirável.

Se o microcimento é aplicado sobre suportes de cimento ou gesso que têm este problema, podem aparecer manchas mais escuras devido a essa humidade ascendente e com o tempo isso faz com que se deteriore o microcimento.

Se aplicar microcimento sobre paredes revestidas com azulejos ou em pavimentos com porcelânicos que têm humidade capilar, com o tempo as juntas podem marcar-se em tais azulejos ou porcelânicos.

O nosso conselho se deseja fazer uma aplicação de microcimento CimentArt e tem este problema no pavimento ou nas paredes é que aplique previamente CimentArt Dry com uma espessura mínima de meio centímetro. CimentArt Dry é um morteiro impermeabilizante que é usado para cortar a humidade capilar e também para o reboco de depósitos de água ou jardineiras. Depois da aplicação de Cimentart Dry pode começar a aplicação do microcimento e essa humidade por capilaridade já não passará.

Sabemos de alguns casos de alguns aplicadores que sobre pavimentos com porcelânicos que tinham humidade capilar, primeiro taparam ou encheram bem todas as juntas entre os porcelânicos e dois aplicaram duas camadas de epóxi de dois componentes e isso ajudou a parar a humidade ascendente e uma vez completamente secas estas camadas, aplicaram o nosso microcimento seguindo os nossos métodos de trabalho com bons resultados.

Se necessitas assistência contacta com o nosso suporte técnico.

O suporte onde se vai aplicar microcimento, já seja absorvente ou não absorvente, já seja uma nova construção ou uma reforma, deve de estar em perfeitas condições, seco, com dureza, sem movimento ou dilatações e sem partes a despegar-se ou deterioradas.

Sobre um reboco de cimento, betão ou gesso tem de ter transcorrido um mínimo de três semanas antes da aplicação do microcimento, para que o suporte tenha secado e expulsado completamente a sua humidade interna.

Se vai aplicar microcimento sobre azulejos ou porcelânicos, estes devem estar completamente pegados. Se ao tocar-lhes lhe soa a oco estes devem de ser retirados e o microcimento aplicado sobre o suporte de baixo. Se algum azulejo estiver mal colocado este tem de ser retirado e enchido com morteiro de cimento.

Se vai aplicar o microcimento sobre pintura esta tem de estar em perfeitas condições, sem descascados ou partes que se removem facilmente.

Se onde vai aplicar o microcimento houver humidade capilar, esta tem que ser tratada previamente com o morteiro impermeabilizante CimentArt Dry. Para mais informação sobre este produto clique aqui.

Para qualquer dúvida ou clarificação ou consulta não hesite em contactar-nos por telefone ou enviar-nos um um correio eletrónico para support@grupocimentart.com

Técnicas

O microcimento não é um produto complicado de aplicar mas trata-se de um sistema de várias camadas e este é um processo bastante preciso à hora de o fazer.

Por isso recomendamos que a aplicação seja sempre feita por um profissional que tenha feito o curso de formação de Microcimento connosco para poder garantir que o seu microcimento vai ser corretamente aplicado e que vai ficar à sua inteira satisfação.
Faça clique neste link para encontrar um aplicador profissional CimentArt mais perto de si.

CimentArt Microcimento realiza cursos de formação todas as semanas nas suas instalações para qualquer particular ou profissional que queira aprender as suas técnicas de aplicação. Para mais informação sobre os nossos cursos de formação faça clique neste link.

Dispomos também de um microcimento pronto a usar chamado iCem CimentArt, que é muito mais fácil de aplicar que o microcimento tradicional, já que não necessita ferramentas especiais nem é necessário fazer nenhum tipo de misturas, e já vem preparado e pronto para usar.

iCem CimentArt é um produto perfeito para pessoas que se atrevam e queiram ser eles mesmos a fazer a aplicação, ainda que não sejam profissionais do setor.

O microcimento é acabado sempre com uma camada protetora de verniz de poliuretano.
Existem no mercado dois tipos diferentes de verniz de poliuretano: um fabricado com base água e outro com bases a solvente.

Cimentart só utiliza nos seus sistemas o verniz de poliuretano de base aquosa, por diferentes motivos:

  • Resvala muitíssimo menos quando está húmido ou tem água que o poliuretano de base solvente.
  • Deixa mais camada (tem maior espessura que o poliuretano base solvente) e por tanto tem um maior poder de cobrimento e proteção.
  • Não liberta vapores e gases tão incómodos e prejudiciais para o meio ambiente e para o aplicador e o seu cliente final.
  • É mais fácil de transportar já que não é um material inflamável, o poliuretano a base solvente sim que é.

Atualmente os materiais mais comummente vendidos por exemplo para zonas de duche, são duches de porcelana ou banheiras esmaltadas. Estes são materiais muito lisos que resvalam muitissimo e necessitam de algum “tapete” de borracha anti-resvalante ou de materiais similares.

O poliuretano bicomponente base água que usa CimentArt para o acabamento dos seus pavimentos resvala muitíssimo menos que qualquer zona de duche ou banheira que se vende atualmente no mercado.

De todas formas dispomos de Microesferas Anti-resvalantes. Este produto é um pó muito fino de mineral e cristal que é adicionado ao verniz de poliuretano CimentArt e cria pavimentos anti-resvaladiços com o certificado C3, que é o máximo de certificado de anti-resvalante que se pode conseguir.

Cimentart Microcement põe à disposição este certificado para quem nos contacte a solicitá-lo.

Os componentes do microcimento CimentArt são os seguintes:

  • Ponte de união: garante a aderência do microcimento sobre o suporte onde é aplicado.
  • Malha de fibra de vidro: garante um bom armado de todo o microcimento e ajuda à não fissuração do produto. Em superfícies com pouca absorção como pintura, pavimentos de grés e paredes de azulejo esta facilita a aplicação da primeira camada de microcimento base CimentArt.
  • Microcimento base: serve para regularizar os suportes e tapar as juntas em pavimentos e azulejos e como preparação para a posterior aplicação do microcimento fino.
  • Microcimento fino: serve para conseguir um acabamento completamente liso e com a sua aplicação conseguirá realizar os efeitos decorativos marmoreados tão característicos do microcimento.
  • Resina de mistura: é a resina que se usa para misturar todos os microcimentos CimentArt. Com esta resina conseguirá uma maior dureza e uma maior flexibilidade em qualquer microcimento. Os nossos microcimentos são brancos ou cremes. A resina de mistura leva incorporada a cor desejada e com ela conseguimos realizar a nossa extensa carta de cores.
  • Selador: com o nosso selador conseguirá fechar completamente o poro do microcimento e criar a primeira camada de impermeabilidade sobre o mesmo, realça a cor definitiva do microcimento e ajuda à posterior aplicação do último produto que é o verniz protetor (poliuretano bicomponente).
  • Poliuretano bicomponente: é o protetor final. Com a sua aplicação conseguirá que os revestimentos de microcimento fiquem completamente impermeáveis. Também é o responsável de que se possa usar sobre o microcimento qualquer produto de limpeza normalmente usado numa casa e por último este produto é o responsável pelo acabamento final que o cliente escolheu: Brilho, Acetinado ou Mate.

Para mais informação contacte-nos somos os peritos em microcimento.

O microcimento CimentArt e todo o seu sistema deve ser aplicado sobre temperaturas de um mínimo de 5° até um máximo de 30°.

Temperaturas mais baixas ou mais altas darão como resultado uma aplicação muito difícil e uma incorreta secagem dos produtos e tanto o seu resultado final como a sua durabilidade não serão as adequadas.

Também não recomendamos a aplicação do sistema do microcimento com um sol forte e direto ou uma grande corrente de ar, já que isso acelerará demasiado o tempo de secagem e dificulta a sua aplicação.

Características do microcimento:

  • É um revestimento decorativo contínuo e sem juntas.
  • Tem um acabamento muito estético, similar a um cimento polido.
  • Tem uma espessura máxima de 2 a 3 milímetros.
  • Tem uma grande flexibilidade e dureza.
  • Pode ser aplicado sobre qualquer suporte existente.
  • Tem uma extensa gama de cores para escolher.
  • Três diferentes acabamentos para escolher: Brilho, Acetinado ou Mate.
  • Pode ser aplicado em zonas húmidas tais como bases de duche, WCs, lavabos, bancadas de cozinha etc.
  • Pode ser aplicado em paredes, tetos e pavimentos.
  • Pode ser aplicado tanto em interior como em exterior.
  • Tem um acabamento completamente impermeável.
  • Pode ser usado sobre ele qualquer produto de limpeza que normalmente usa em sua casa.
  • Não requer nenhuma manutenção especial.

Para mais informação sobre o microcimento contacte-nos.

Devido à sua composição não fissura nunca por si só em nenhum caso.

Se aparecer alguma fissura sobre o microcimento isso deve-se a que o suporte onde foi aplicado fissurou em primeiro lugar e essa fissura tem normalmente uma espessura de meio milímetro mínimo.

As pequenas micro fissuras que podem aparecer num gesso ou num reboco de cimento o microcimento CimentArt aguenta-as perfeitamente e não são visíveis.

Por isso é muito importante que o suporte onde se aplica o microcimento esteja forte e em bom estado, e que não tenha partes a despegarem-se o que se desmoronem, azulejos mal colocados ou pinturas em mau estado, já que essas situação podem dar uma falsa aparência de que o microcimento fissura, quando não é assim em nenhum caso e é sempre o suporte o que fissura.
Um suporte forte e uma correta preparação são chaves para um microcimento duradoiro. Contacte com o nosso departamento técnico.

Este sitio web utiliza cookies propias y de terceros para ofrecer una mejor experiencia. Al navegar el usuario acepta el uso que hacemos de las cookies.